quarta-feira, 27 de junho de 2007

Ah, eles estão desesperados II

PT sozinho bate toda a oposição golpista, chantagista, preguiçosa.
Pesquisa CNT/Sensus mostra avaliação do Governo Lula estável A 89ª Pesquisa CNT/Sensus, divulgada ontem (26 de junho de 2007), em Brasília, pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), registra o Índice Avaliação em 44,03 e o Índice Expectativa em 62,69. Em abril de 2007, o Índice Avaliação situava-se em 42,48, e o Índice Expectativa, em 66,58. O Índice Avaliação é formado pela ponderação das variáveis emprego, renda, saúde, educação e segurança pública para os últimos 6 meses e o Índice Expectativa é formado pela ponderação das variáveis emprego, renda, saúde, educação e segurança pública para os próximos 6 meses. A Pesquisa foi realizada de 18 a 22 de junho em 136 municípios nas cinco regiões brasileiras e foram ouvidas 2.000 pessoas.
AVALIAÇÃO DO GOVERNO

A avaliação positiva do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva registrou 47,5% e a avaliação negativa, 14,0%.A aprovação do desempenho pessoal de Lula na 89ª Pesquisa CNT/Sensus registrou 64,0% e a desaprovação 29,8%. A Pesquisa CNT/Sensus indica que os índices de aprovação do governo e do Presidente da República mantêm-se em razão do desempenho da economia, da geração de emprego e de renda e dos programas sociais.
CONFIANÇA NA ECONOMIA

Dos entrevistados pela 89ª Pesquisa CNT/Sensus, 47,5% consideram que a política econômica do Governo tem sido conduzida de forma adequada e 40,6% a entendem como inadequada. Em agosto de 2006, os índices eram, respectivamente, 36,0% e 46,3%.
REFORMA POLÍTICA

A Reforma Política - que está sendo discutida pelo Congresso Nacional – é conhecida por 46,8% dos entrevistados pela Pesquisa CNT/Sensus. A Reforma não é conhecida por 51,5%. Entre aqueles que conhecem, 50,5% aprovam a Fidelidade Partidária e 40,7% não. Sobre o financiamento exclusivo de campanhas eleitorais, através de fundo legalmente constituído com recursos públicos, 18,7% se dizem a favor e 75,2% são contra. 16,5% - entre os que têm conhecimento da Reforma - são a favor da alteração do sistema de votação nas Eleições Legislativas e 74,0% são contra a adoção do novo sistema. A maioria (59,1%) não acredita que a Reforma Política será votada este ano; 27,2% acreditam que sim. A Pesquisa CNT/Sensus também quis saber a preferência partidária do brasileiro: o PT ficou com 10,0%; o PMDB, com 4,7% e o PSDB, com 3,6%. A Reforma Política, da forma como está apresentada pelo Congresso, deve ser repensada e rediscutida para se chegar a um consenso entre o que pensam os congressistas e a maioria da população brasileira.
EPISÓDIO VAVÁ

As denúncias sobre o suposto tráfico de influência de Vavá, irmão do presidente Lula, junto ao Executivo e ao Judiciário são conhecidas por 74,1% dos entrevistados. Destes, 70,7% acreditam que o episódio é negativo para o Governo e para o presidente; 24,5% entendem que não. 75,1% entre os que têm conhecimento acreditam nas denúncias e 15,2% não acreditam. Entre os que têm conhecimento, 52,2% acham que o presidente Lula tinha conhecimento prévio do suposto tráfico de influência de Vavá e 38,7% acham que o presidente desconhecia o fato. Para 76,9% o indiciamento de Vavá foi correto; 14,6% desaprovam o seu indiciamento. Dos que têm conhecimento, 67,1% consideram que o vazamento anterior de suposto tráfico de influência de Vavá foi de natureza política e 23,3% consideram que não foi de natureza política.
Confira a íntegra da 89ª Rodada da Pesquisa CNT/Sensus. Fonte: Assessoria de Imprensa da CNT

Nenhum comentário: