quinta-feira, 28 de junho de 2007

Governo tirou economia da UTI sem privatizar nada

Lula: Governo tirou economia da UTI sem privatizar nada
Referindo-se à situação pré-falimentar do país no início de 2003 – e à reversão deste quadro promovida por seu governo – o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira (27) que a economia brasileira finalmente saiu da UTI. A declaração foi feita em Minas Gerais, durante o anúncio de investimentos de R$ 3,8 bilhões no Estado nos próximo quatro anos, relativos a obras de saneamento do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). “Há muito tempo o Brasil não vivia uma situação privilegiada como hoje”, discursou o presidente. “Tiramos o paciente da UTI. E ele está na rua fazendo ginástica para ficar robusto e não voltar para o hospital”, comparou. Lula destacou o aumento das reservas em dólares do país. “Hoje, temos US$ 146 bilhões de reservas. Não devemos dinheiro para o FMI. Não há momento na economia em que, sem privatizar nada, tivéssemos tanta entrada de dólar no País”. O presidente também defendeu investimentos em educação e, principalmente, na formação profissional, para a geração de novos empregos no País. Além disso, assegurou que o crescimento econômico alcançará Estados de maior pujança, como São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. “O PAC vem para ajudar isso”, explicou Lula, que se disse angustiado em aumentar as condições de endividamento dos Estados, defendendo a responsabilidade na condução econômica.
Com informações do Terra

Nenhum comentário: