terça-feira, 24 de julho de 2007

Pilotos fogem da TAM, como o diabo da Cruz

170 pilotos e comissários desistem da TAM.
Licença médica e demissão. São as saídas encontradas por 170 pilotos e comissários da TAM para driblar o medo e a insegurança depois da tragédia com o vôo 3054 em Congonhas. Um comunicado interno da companhia mostra que a grade de vôos está ameaçada por falta de tripulação. Ontem, mais um dia caótico nos aeroportos. O mau tempo em Congonhas, que fechou três vezes, cancelou e atrasou mais de 50% dos vôos em todo o país. Também por medida de segurança, pilotos decidiram não mais pousar no Centro de São Paulo sob chuva. (1)

Nenhum comentário: