quinta-feira, 2 de agosto de 2007

São Paulo é um CAOS

Mesmo com esquema especial, 1,2 milhão de pessoas ficam sem Metrô em SP
CLAYTON FREITAS da Folha Online O esquema especial montado em plena greve de metroviários para manter em funcionamento a linha 1-azul e parte da linha 2-verde do Metrô só atendeu a 60% dos passageiros. Com isso, cerca de 1,2 milhão de pessoas foram prejudicadas onteme (são 3 milhões por dia). A greve provocou tumulto na estação da Luz. A polícia foi chamada às pressas. Os funcionários do Metrô entraram em greve à 0h do dia 02. Eles exigem participação nos resultados. Uma assembléia decidiu manter a greve na noite desta quinta. Na manutenção da greve, os metroviários poderão ser multados em até R$ 100 mil ao dia. Os dados a respeito do atendimento são do diretor de assuntos corporativos da empresa, Sérgio Avelleda. Segundo ele, 33% dos trens da linha 2 e 60% da frota da linha 1 ficaram em funcionamento. Os serviços só foram mantidos devido a um esquema especial. Os trens foram sendo conduzidos por ex-operadores --que atualmente trabalham como instrutores-- e as funções nas estações (como bilheteria) contam com auxílio do pessoal administrativo da companhia.
Avelleda afirmou que os ex-operadores passaram por treinamento nos últimos três dias para voltar às suas funções. "Eles passaram a vida inteira fazendo isso", afirmou. Oficialmente a companhia deverá contabilizar quantos acessos foram registrados apenas no final do dia. A linha de maior demanda, a 1-azul, com cerca de 70% dos acessos diários, só não funcionou por absoluta falta de mão-de-obra, de acordo com Avelleda.
Segundo o diretor do Metrô, devido à ausência da linha vermelha, pode ter ocorrido uma superdemanda na linha azul. A estimativa é que os passageiros se valeram de outras modalidades de transporte --como trens metropolitanos e ônibus-- para completar parte do trajeto e utilizar a acessar a linha azul. Isso explicaria o índice de 60% de atendimento do total da demanda (algo próximo a 1,8 milhão de cerca de 3 milhões de passageiros diários transportados pelo sistema). Avelleda disse ainda que o esquema emergencial deverá ocorrer em outras oportunidades, inclusive nesta sexta-feira (3) caso a greve persista.

Nenhum comentário: