quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Governador ganha fôlego. Foi pedido vistas no processo

18:30 Horas. O Governador acaba de ganha mais um tempo, pois foi feito um pedido vistas, com isso, a Corte volta a se reunir na próxima semana, logo que o voto estiver pronto.
18:15 Horas. O corregedor eleitoral Carlos Eduardo Lisboa pediu, mais uma vez, a cassação do governador Cássio Cunha Lima (PSDB) e do vice-governador José Lacerda Neto (DEM), além de multa de R$ 100 mil, ao apresentar seu parecer no julgamento desta quinta-feira, 08, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
Lisboa também votou favorável pela inelegibilidade de Cássio Cunha Lima por um período de três anos, punição que não atinge o vice José Lacerda.Para o relator, o jornal A União foi por várias vezes utilizado para fazer alusões à pessoa do governador, o que teria influenciado na decisão do eleitor paraibano e, consequentemente, contribuído para a reeleição de Cássio.
Lisboa leu um extenso relatório e destacou algumas manchetes do jornal oficial do Estado, além de trechos de colunistas supostamente direcionados ao enaltecimento do chefe do Executivo estadual.

Nenhum comentário: