quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Si hay Lula soy contra!

Sabe qual é sensação que fica?
Em primeiro lugar o consórcio Tucano-DEMoníaco não governa com poucos recursos; eles são pole position quando o assunto é inventar tributos.
Em segundo, por que eles iriam abrir mão de uma contribuição vital para uma administração tendo em mente, que por questões históricas, existe na cultura brasileira a necessidade da alternancia de poder e infelizmente, eles poderão retornar um dia, e nessa perspectiva, eu insisto em perguntar: Por que abrir mão de um tributo que em muitos Estados chega a ser superior ao que o próprio arrecada? Será que eles tem capacidade de administrar com parcos recursos? Ou eles acham que a qualquer momento podem inventar tributos a exemplo da criação da CPMF?
OU AINDA: (e essa é a minha teoria) O consórcio PSDB-DEMoníaco está se esfacelando, ou nas urnas ou na Justiça. A força de Presidente Lula é muito grande em se tratando de influir na escolha do seu sucessor. Sendo assim, o consórcio PSDB-DEMoníaco pode está jogando a toalha mesmo antes do embate começar e já reconhecer que é difícil derrotar um nome apoiado pelo Presidente Lula, daí apostar no quanto pior, melhor.
Vão se dar mal, como da primeira vez, quando Lula pegou o País quebrado, além de dólar, risco país e desemprego nas alturas.
Por isso, apesar do quadro ser um pouco desfavorável, e como Lula já demonstrou ser um grande administrador, tenho convicção que ele mostrará no curto espaço de tempo uma alternativa capaz de evitar que o Brasil caia no fundo do poço.
Helio de Almeida Oliveira.

Nenhum comentário: