sábado, 29 de dezembro de 2007

Sonegadores, corruptos, traficantes tem más previsões para 2008

Lula não dá folga aos Sonegadores, e ainda por cima cria mais empregos através de concursos.

Além da Receita Federal ter criado mecanismos para fechar as portas à sonegação com o fim da CPMF, o Ministro da Justiça Tarso Genro confirmou a realização de concurso público para a contratação de mais 2 mil policiais federais e de mais 3 mil servidores administrativos no início de 2009. Também serão contratados mais 410 colaboradores terceirizados para atuar nos principais aeroportos e pontos de fronteira do País. Segundo a PF, São Paulo e Rio serão os primeiros a receber o reforço já em janeiro de 2008. Dos 740 servidores formados em 2007 pela Academia Nacional de Polícia, grande parte será enviada para região amazônica no combate a crimes contra o meio ambiente, tráfico de drogas e armas nas fronteiras. O Amazonas receberá 50 novos servidores. O que representa um aumento de 25% no efetivo local. O reforço no Acre será de 31%, no Amapá de 38%, em Rondônia de 21%, e em Roraima de 20%. Mato Grosso, no Paraná e Rio Grande do Sul, também serão os Estados com maior reforço no efetivo da PF, devido ao tráfico de drogas, armas e contrabando nas fronteiras. Tarso Genro, avisou que o Governo reforçará em 2008 sua política de combate à corrupção, ao crime organizado e às quadrilhas de fraudadores do dinheiro público. Neste ano, a PF realizou 188 operações especiais, 40 delas (mais de 20%) dedicadas ao combate à corrupção. Foram mandados para a cadeia 329 servidores públicos de todos os poderes, incluindo políticos de todos os partidos, magistrados e dirigentes do Executivo acusados de corrupção. O ministro enfatizou que, por orientação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, será intensificada em 2008 a integração da PF com os diversos órgãos fiscais de defesa do Estado, do erário público e da economia popular, entre os quais a Controladoria-Geral da União, o Tribunal de Contas da União e a Receita. "Temos um objetivo: elevar ao grau máximo o saneamento do Estado, com o combate intenso ao crime organizado e à corrupção." Conforme o balanço da PF, as investigações neste ano se concentraram também no combate à lavagem de dinheiro e fraudes em licitações, com 29 operações – 592 pessoas foram presas. Os esquemas movimentaram mais de R$ 3 bilhões. Outras 33 operações tiveram como alvo o tráfico de drogas. Foram apreendidos 15 toneladas de cocaína, 173,7 toneladas de maconha e 209 mil comprimidos de ecstasy. Tem muito demo-tucano que nem está dormindo direito com essas notícias. Com informações do site Na Hora On-Line

Nenhum comentário: