quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Transposição São Francisco: De que lado está a Intransigência?

Bispo rancoroso contra tudo e contra todos

Neste episódio da greve de fome, o pior momento do bispo dom Cappio foi quando , tomado de indisfarçável rancor, declarou (está nos jornais) que Lula morreu, que Wagner era menino de recado, que Geddel era mal-educado, que o Bolsa-Família é um programa de esmolas, que era um homem de muitos inimigos, sobrando até para a imprensa ao criticar as fotos dos jornais: “quanto mais feio, melhor, não é?”. Neste momento, deixou sua fantasia de santo do sertão e vestiu sua roupagem de militante político, na melhor tradição da velha esquerda: “eu sempre estou certo, o resto está errado”. Como se fosse o centro do universo, afirmou que o Governo Lula da esperança acabou. Só mesmo na cabeça de uma pessoa obcecada como ele. Vestiu a camisa do Lula, votou nele e ele ousou ir contra as suas idéias pessoais. O governador Jaques Wagner, que educadamente foi conversar, dialogar com ele durante a primeira greve de fome passou agora a ser um “menino de recado”. Quis até “orientar” o governador da Bahia, segundo suas idéias particulares sobre o rio São Francisco. Além de rancoroso, dom Cappio é muito presunçoso. Dom Cappio, por ouvir falar, acha que o ministro Geddel não é uma pessoa idônea. Talvez os senadores, deputados federais e estaduais do ex-PFL, atual DEM, que o cercam sejam mais idôneos que Geddel. O bispo é uma pessoa simplória. Se um político está do lado dele é idôneo, se contra, é inidôneo. É só um jogo de palavras. Dom Cappio é um bispo da Igreja Católica, que prega a solidariedade, a caridade, a esmola como gesto concreto amor ao próximo. Mas sendo o programa Bolsa-Família um programa de “esmola” para 11 milhões de famílias carentes, aí já não é caridade. É uma contradição. E o bispo mente propositadamente quando afirma que o governo Lula transformou o povo em esmoler. Ele sabe muito bem que 400 anos de história transformaram parte do povo brasileiro em esmoler. O programa Fome Zero, o Bolsa-Família, os programas de distribuição de renda são a resposta mais eficiente que um governo já deu a essa situação até hoje. Quando o bispo afirma que sempre teve disposição para o diálogo, mente novamente. Já não é segredo que a estratégia dele era não aceitar dialogar com o governo. Queria as luzes, os holofotes da mídia e os teve. A mensagem mais desrespeitosa que este bispo deu à sociedade brasileira foi quando se deixou fotografar ao lado de criancinhas vestidas de anjo, com asas, roupas azuis e tudo o mais. Nunca tinha visto uma exploração tão descarada da fé popular para objetivos políticos. Feliz Ano Velho, dom Cappio. http://bahiadefato.blogspot.com

Nenhum comentário: