sábado, 19 de janeiro de 2008

Aedes Cantanhêde

Como é grande a irresponsabilidade da mídia tucana-DEMoníaca. Provavelmente os casos de superdosagem ultrapassam os casos suspeitos e mais ainda: É infinitamente maior que os casos comprovados de febre amarela. E quem paga por esse

crime?

“O Ministério da Saúde comunicou na noite desta sexta-feira o registro de 31 casos de pessoas que tiveram reações adversas à vacina contra febre amarela por superdosagem. Estas pessoas, segundo a pasta, tomaram uma nova dose de vacina antes que a anterior expirasse --o prazo de validade da imunização é de dez anos, sem necessidade de reforço. Em dois destes casos, os pacientes estão internados em estado grave. Em Brasília, uma mulher de 36 anos está internada no Hran (Hospital Regional da Asa Norte), com suspeita de reação à vacina. Ela respira com auxílio de aparelhos. De acordo com a Secretaria de Saúde do Distrito Federal, a mulher vive em Riacho Fundo 2 e chegou ao hospital com "quadro de dificuldade de andar e episódios de desmaio", evoluindo para "um estado grave com paralisia dos membros inferiores, posteriormente superiores e dispnéia [dificuldade de respirar]". Como é grande a irresponsabilidade da mídia tucana-DEMoníaca. Provavelmente os casos de superdosagem ultrapassa os casos suspeitos e mais ainda: É infinitamente maior que os casos comprovados de febre amarela.

Nenhum comentário: