quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

A (des)confiança na mídia


“Telespectadores da edição de terça-feira (22/1) do Jornal da Globo e leitores do jornal O Globo (24 e 25/1) foram surpreendidos com a informação de que "brasileiros confiam mais na mídia" e que "o governo ficou em último lugar" (entre as instituições mais confiáveis), segundo pesquisa realizada por uma empresa de nome Edelman. Surpreendidos porque outros resultados divulgados recentemente indicam tendência exatamente oposta. 

Pesquisa CNT/Sensus, junho de 2007.Como um Governo tão bem avaliado como o do Presidente Lula, poderia perder para uma mídia tão desgastada e mentirosa?
O que justificaria mudança tão repentina na opinião dos brasileiros? Um estudo mundial sobre a credibilidade das instituições, contratado pela BBC, a Reuters e o The Media Center, realizado em março de 2006, revelou que, no Brasil, mais da metade dos entrevistados – ou 55% – declarou que não confiava nas informações obtidas através da mídia. Entre todos os países pesquisados, esse percentual era igual ao da Coréia do Sul e só não era maior do que o obtido na Alemanha (57%).”
Venício A. de Lima, Observatório da Imprensa

Nenhum comentário: