segunda-feira, 31 de março de 2008

PSDB, $$ Torrando $$dinheiro$$ $$ Público $$.

Couto(PT): campanha de Cássio pode ter se beneficiado com a venda de créditos no $$Caixa $$2.
 

O deputado federal Luiz Couto levantou a suspeita de que o deságio embutido na negociação dos créditos da Cehap e do Ipep tenham sido proposital e com finalidade eleitoreira. A intenção do Governador, segundo ele, pode ter sido obter dinheiro da empresa com quem negociou para a campanha do candidato oficial à reeleição de governador, Cássio Cunha Lima (PSDB). Luiz Couto, que também é presidente estadual do PT na Paraíba, trouxe o fato à tona durante entrevista que concedeu, por telefone, ao jornalista Heron Cid, para o programa CORREIO Debate. Na entrevista irá ao ar ao meio dia desta segunda-feira, Couto se refere a um caixa-dois.

Só para lembrar

O Estado da Paraíba teve um prejuízo de R$ 282,3 milhões com as vendas, em 14 de junho de 2006, de créditos imobiliários da Cehap (Companhia Estadual de Habitação Popular) e do Ipep (Instituto de Previdência do Estado da Paraíba). As duas instituições tinham 56.238 contratos imobiliários que valiam R$ 329.424.620,10. O Governo Cunha Lima vendeu os 56.238 contratos a uma empresa do Rio de Janeiro - Tetto Gestão de Recebíveis LTDA - por apenas 14% do valor de face (chamado valor nominal) e faturou somente R$ 47.128.563,13. O negócio, que deveria ter rendido ágio no mínimo de 20% a 30%, sofreu um deságio de 86%.
Wellington Farias

Nenhum comentário: