quinta-feira, 26 de junho de 2008

Encontro de craques

 

Os craques da seleção de 58 e o craque da presidência. Hoje o presidente Lula abriu uma hora descontraída na agenda e encontrou com seus ídolos de quando ele tinha 13 anos: os campeões mundiais da copa de 58 da seleção de futebol.


Houve uma celebração em homenagem aos 50 anos da conquista da primeira Copa do Mundo pelo Brasil, e entrega da medalha Heróis de 1958.

Estiveram presentes Pelé, Zagallo, Bellini, Pepe, Moacir, Orlando, Dino Sani, Zito, Djalma Santos, Mazzola, Sordi e do presidente de honra da Fifa, João Havelange.

Zagallo e Lula brincaram com a sorte que lhes trouxe o número 13 (espero que o TSE não invente de considerar o fato campanha eleitoral).

Lula brincou com o castigo que Pelé lhe impôs como torcedor, colecionando vitórias do Santos sobre o Coríntians.

Também compareceu um zagueiro sueco, satisfeito com o vice-campeonato daquele ano, e em ter perdido "apenas" de 5 x 2 para aquele timaço do Brasil.

Nenhum comentário: