segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Efrain é uma das estrelas do time dos ficha-sujas

A Paraíba tem forte representação no time dos políticos fichas-sujas
A representação política paraibana está repleta de fichas-sujas, como passaram a ser designados os parlamentares com problemas diante da Justiça. Além do governador Cássio Cunha Lima, cassado duas vezes e impedido de ser julgado pelo STF graças a subterfúgios e artimanhas promovidas por sua representação na Assembléia Legislativa, ainda temos dois dos nossos senadores, Cícero Lucena e Efrain Morais, envolvidos em escândalos que alimentam o noticiário nacional. A Paraíba, que já pontificou no cenário nacional com nomes como José Américo de Almeida, resume-se hoje a personalidades controvertidas que não abandonam o noticiário policial. O senador Cícero Lucena, ex-prefeito da capital, devido a sua gestão como administrador público foi preso pela Polícia federal envolvido num escândalo batizado de Confraria, onde recursos na ordem de milhões sumiram pelo ralo de licitações fraudulentas. O outro, Efrain Morais, depois que assumiu a secretaria do Senado passou a ser figurinha carimbada do noticiário sensacionalista da grande imprensa do sul que não poupa espaços para destacar as “peraltices” do senador de Santa Luzia. Efrain vem sendo acusado de manipular licitações que beneficiaram empresas prestadoras de serviços ao Congresso Nacional reeditando o estilo do colega tucano Cícero Lucena. A Paraíba tem ainda reforçando o time dos fichas-sujas três deputados federais, Armando Abílio (PTB), Rômulo Gouveia (PSDB) e Whellington Roberto ( PR) todos com envolvimentos em operações nebulosas com recursos públicos. Fonte: redação

Nenhum comentário: