terça-feira, 23 de setembro de 2008

F1-FIA rejeita recurso da McLaren, e Felipe Massa mantém vitória na Bélgica


A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) rejeitou o recurso da McLaren contra a punição imposta a Lewis Hamilton no GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps. Com isso, Felipe Massa mantém a vitória e a desvantagem em relação ao inglês continua em apenas um ponto, com quatro corridas para o fim da temporada 2008.

Após cortar a chicane e ficar à frente de Kimi Raikkonen, durante a prova em Spa, Lewis Hamilton ficou atrás do finlandês, mas voltou a ultrapassá-lo na cruva seguinte. Como conseqüência, Hamilton foi punido com um drive through (passagem pelos boxes), convertido em 25 segundos de acréscimo ao tempo final da corrida. O anúncio só veio após a prova.

Confira a íntegra do comunicado da Corte Internacional de Apelações: 

"No GP da Bélgica, disputado no dia 7 de setembro de 2008, os comissários de prova impuseram um drive through (passagem pelos boxes) ao piloto do carro 22, Lewis Hamilton, por infringir o artigo 30.3 (a) do regulamento esportivo da Fórmula 1 e o apêndice X, capítulo 4, artigo 2 (g) do Código Esportivo Internacional.

Como o drive through foi imposto no fim da corrida, 25 segundos foram acrescidos ao tempo de corrida do inglês, de acordo com o artigo 16.3 do regulamento esportivo da Fórmula 1.

O artigo 152 do Código Esportivo Internacional diz que punições como o drive through não são suscetíveis a recursos. A McLaren apelou da decisão dos comissários na Corte Internacional de Apelações em uma reunião em Paris no dia 22 de setembro. Após ouvir as explicações de ambas as partes, a Corte comcluiu que o recurso é inadmissível.

A Corte Internacional de Apelações foi presidida por Philippe Narmino (Mônaco) e composta por Xavier Conesa (Espanha), Harry Duijm (Holanda), Thierry Julliard (Suíça) e Erich Sedelmayer (Áustria)".


Do GloboEsporte.com 

Nenhum comentário: