sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Último Debate em João Pessoa: Oposição sem conteúdo enche a paciência da População.


www.jampanews.com

Achei oportuno repetir o meu pensamento sobre a oposição a Ricardo Coutinho principalmente depois do último debate, com a confirmação da minha constatação sobre a mesma: Ela é desinformada, ignorante e irresponsável.Ainda bem que a princesa dos absurdos não estava presente!
O Prefeito Ricardo Coutinho candidato a reeleição deve está pagando muitos pecados nesses debates, pois nunca vi tanta gente despreparada e desrespeitosa como a oposição a ele. Os caras falam por falar, sem se preocuparem com o que vão dizer ou com quem vai ouvir. A gente escuta João Gonçalves falar que dá para fazer diferente. Diferente o que? Será que ele não sabe que a populaçao abomina o PSDB pelos desmandos em nível nacional e também pelo que acontece no Estado? Vem a Lourdes e diz que o Presidente Lula vive agredindo os trabalhadores, que vai privatizar a Petrobrás e a Educação. Nunca se investiu tanto nesse país na Educação e nunca uma Estatal pós Regime Militar cresceu tanto como a Petrobrás a ponto de garantir a Independencia Total do Brasil frente o Mundo. Paciência, ouvir isso é demais para os nossos ouvidos. E o que só fala em corrupção e má gestão, mas não coloca nenhum caso especifíco? Para ele todo mundo é corrupto até que se prove o contrário. Tem um que quer inverter a situação do "Status Quo" da população paraibana, tornando o Centro da Cidade em um bairro qualquer. E o Barreto? Dizer que no dia 5 vote contra tudo isso que ai está, é querer ser mais realista que o Rei, né não? Alguma vez na vida, ele parou para pensar que a população de João Pessoa está satisfeita com a atual Administração? Será que 75% de aprovação popular não é suficiente para determinar o nível de satisfação dos eleitores? Como se ver, isso é apenas uma amostra dos leros leros que ouvimos nessa campanha, e se é ruim para a gente, imagine para Ricardo Coutinho, executor de uma das maiores administrações de Capitais no Brasil? Depois se dizem que vida de politico é moleza.

Por Helio de Almeida Oliveira.

RC reafirma compromissos com a cidade e João (PSDB-DEM) foge de questões essenciais.
Chega ao fim o clico de debates entre os candidatos a prefeito de João Pessoa. No confronto promovido pela TV Cabo Branco nesta quinta-feira (2), o prefeito e candidato à reeleição, Ricardo Coutinho se destacou porque manteve a mesma postura adotada desde o início da campanha: foco nas propostas, transparência e respeito com a população. Os demais adversários apenas se mantiveram no campo das acusações contra as realizações do atual prefeito. Ricardo Coutinho manteve o seu compromisso de construir mais três mil casas, implantar o Bolsa-Universidade, ampliar a rede de saúde e melhorar a política de valorização do servidor público. Já o candidato João Gonçalves (PSDB) não respondeu à pergunta sobre o seu desempenho enquanto 16 anos? parlamentar. O tucano apenas se limitou a apresentar votos de aplausos e conceder títulos de cidadão pessoense e paraibano. Em matéria de projetos para a cidade, o tucano não elaborou nenhuma proposta. IPTU - No primeiro bloco do debate realizado pela TV Cabo Branco, respondeu a pergunta do candidato José Rodrigues (PHS) sobre a cobrança do IPTU. Ricardo considerou "a pergunta extremamente oportuna". Ele aproveitou para esclarecer aos telespectadores pessoenses a questão que foi usada erroneamente, pelos adversários durante a campanha eleitoral. "A origem da cobrança foi de 2002, ano eleitoral, quando o ex-prefeito mandou carta para 80 mil contribuintes dizendo que elas estavam isentas da cobrança do IPTU, sem que não houvesse nenhuma lei regulamentando a questão", afirmou. "Nenhum cidadão ou cidadã que tiver casa popular irá perder sua casa", ressaltou Ricardo. Além disso, ele lembrou que na sua administração foi aprovada uma lei que garantiu a isenção do IPTU para 65 mil contribuintes. "Aprovamos através de lei e não de carta fraudulenta", frisou. Ricardo Coutinho (PSB) perguntou a candidato Marcos Dias(PSOL) sobre a problemática dos transportes alternativos e ainda o indagou sobre o aumento do desemprego dos taxistas gerado por essa problemática. O prefeito lembrou que em todas as suas áreas da cidade de João Pessoa são cobertas pelo transporte regular. "Infelizmente quem paga são as pessoas que perdem a garantia dos seus direitos trabalhistas", enfatizou. Cidade limpa – No segundo bloco do programa, os candidatos fizeram perguntas sobre temas livres. Ricardo Coutinho (PSB) tratou de um processo de abertura de CPI para investigar denúncias sobre coleta de lixo urbano, tema da pergunta do candidato José Rodrigues (PHS). "Nós não temos nenhum problema de improbidade. Nossa bancada de vereadores foi orientada a discutir todas as CPIS, mas a Oposição recuou, temendo investigações mais profundas", disse. Ricardo lembrou que João Pessoa é hoje a cidade mais limpa do Brasil. Ampliamos os pontos de coleta e implantamos a coleta seletiva", declarou. Para um eventual segundo mandato, Ricardo quer ampliar o número de comunidades que são atendidas pela coleta seletiva e treinar a população para separar o lixo. Administração - Ricardo Coutinho falou sobre realização de concursos públicos e, relembrou que antes da atua gestão, havia mais de 15 anos que não acontecia no município. "Na educação, já contratamos 225 professores, atendendo à lei de responsabilidade fiscal e os limites com o gasto no funcionalismo", explicou. Quanto ao respeito com o funcionalismo, o socialista ressaltou a criação do Centro Miguel Arraes, da qual já atendeu mais de oito mil servidores, com cursos de qualificação profissional. "Assumimos uma prefeitura que pagava apenas R$ 0,1para o salário família. Mudamos essa realidade, e ajustamos de acordo com a legislação".

Nenhum comentário: