terça-feira, 14 de outubro de 2008

Tá com medo?

Imagem original do Blog Desabafo País

Começa a ruir os pilares da Campanha de Gilberto Kassab, o medo de uma provável VIRADA de Marta Suplicy na reta final incomoda o comando do DEM. Nenhuma lembrança da ARENA, PDS e PFL deverá vir a público. A legenda DEM tem um histórico deplorável em relação a liberdade do povo brasileiro, é conhecido como o partido do Golpe Militar de 1964. Figurinhas como Antonio Carlos Magalhães Júnior, Demostenes Torres, Efraim Morais, Heráclito Fortes, José Agripino, Marco Maciel Jorge Bornhausen, César Maia são "queimadas", são "persona non grata". O jornal O Globo divulgou:


O comando da campanha pela reeleição do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), decidiu excluir do palanque e dos programas eleitorais gratuitos na TV os principais caciques do antigo PFL. A avaliação é que o chamado "antiquário do DEM" - expressão dos tucanos que participam e orientam a campanha - não traria qualquer benefício à imagem de Kassab e só prejudicaria o desempenho eleitoral do prefeito, que está liderando as pesquisas de intenção de voto neste segundo turno, na disputa com a petista Marta Suplicy. Com essa decisão, devem ficar fora do palanque do DEM em São Paulo tradicionais nomes do partido como o ex-senador Jorge Bornhausen (SC); o prefeito do Rio, Cesar Maia; o senador e ex-vice-presidente da República Marco Maciel (PE); e o líder da legenda na Câmara, ACM Neto (BA). 

Participação da cúpula do DEM, só nos bastidores - Os estrategistas da campanha optaram por limitar a presença de caciques a poucos tucanos que podem agregar valor à imagem de Kassab, como o governador José Serra e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. A participação da cúpula do DEM se dará apenas nos bastidores, para articulações. Um dos coordenadores informais da campanha de Kassab é justamente Bornhausen.


Postado por DANIEL PEARL  

Nenhum comentário: