domingo, 2 de novembro de 2008

F1-E deu a lógica da Regra do Campeonato: Hamilton sem ganhar leva o Título

Massa, vice-campeão, chora após vencer pela segunda vez a etapa brasileira em Interlagos.
E deu a lógica que favorece quem ganha menos: Se torna campeão. Enquanto Felipe Massa tem 6 vitórias contra 5 de Hamilton, exatos 2 segundos lugares cada, só porque Hamilton tem um terceiro lugar a mais que Massa, ele se tornou campeão mundial de F1. Culpa de um ou outro? Culpa de uma Entidade que insiste em manter as corridas de F1, verdadeiros passeios para quem parte na frente, mas que não garante glórias a ele. Massa foi superior a Hamilton em vitórias, isso é fato, mas em compensação, a Ferrari foi inferior a MacLaren. Nas últimas duas corridas anteriores a Interlagos, Cingapura, onde dependurarm um tanque de combustível nas costas de Massa e o Japão, onde Felipe não disse a que veio e só chegou em segundo porque o seu companheiro em jogo de equipe deixou ele passar para assumir a segunda colocação, a Ferrari abusou de incompetencia. Hamilton correu pelo campeonato, só isso. Não precisava ganhar coisa alguma, como não o fez durante toda a corrida. Hamilton que por alguns instantes chegou a perder o campeonato nas 3 últimas voltas, reconquistou na última curva, essa é a verdade que muitos articulistas de F1 não querem mostrar. Marmelada de Glock? Não me parece, afinal de contas a chuva veio nos últimos instantes e tem piloto que arrisca por não ter muito o que perder, como fez o Glock em não trocar os pneus. Não deu outra, ele conseguiu se manter na pista enquanto não tinha pressão, mas quando ela chegou, teve que sair da frente para não perder tudo. Vem ai 2009 e tudo zera, mas não o que não pode zerar é esta forma de pontuação. No meu entendimento, quem faz pole, quem lidera o maior tempo das corridas, quem ganha mais corridas, tem que obter uma premiação extra por isso, pois, é uma maneira de nivelar por cima e não por baixo os melhores pilotos.

Nenhum comentário: