quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Fim do drama: Eros Grau pede pauta para o TSE julgar Cássio Cunha Lima (PSDB-DEM)


A notícia gerou intensa expectativa nos setores políticos da Paraíba. Os aliados do senador José Maranhão (PMDB) - adversário que busca a chance de assumir o posto de Cássio - acreditam que com o julgamento, haverá um entendimento no TSE similar ao que se deu no TRE paraibano. 

Já entre o grupo ligado ao governador, o sentimento é de que o TSE deva devolver o processo à Paraíba para que o vice-governador José Lacerda Neto (DEM) possa ser ouvido e apresentar sua defesa, o que ocasionaria uma demora considerável na apreciação do mérito.

O recurso Ordinário 1497 do Governador Cássio Cunha Lima (PSDB) contra a cassação do mandato, aprovada pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), poderá ir para a pauta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ainda essa semana. É que o ministro Eros Grau, relator do caso, pediu pauta para o caso hoje à tarde.

O pedido de pauta se refere à cassação por causa do Caso FAC e será publicado amanhã ou sexta-feira no Diário Oficial da União. Caso seja publicado amanhã, é possível que amanhã mesmo seja julgado pelo pleno. Mas se a publicação só acontecer na sexta, o julgamento será marcado para a próxima semana. 


O Ministro Eros Grau só escolherá a hora e a  data do julgamento a partir da publicação no Diário Oficial da União. 


Dentro do seu estilo dissimulado, Cássio andou passando para deputados aliados que o seu processo não entraria em pauta este ano. O governador, com esta afirmação, queria restabelecer o ânimo da tropa já bastante combalido com os resultados eleitorais da campanha municipal e ressabiado com a euforia que impregnava as hostes maranhistas pelos quatro cantos do Estado.

Portanto, o pedido do Ministro Eros Graus contraria a afirmação do governador manifestada durante um jantar no Palácio da Redenção, quando reuniu sua base aliada para avaliar o resultado das eleições municipais e insuflar ânimo aos mais desconfiados de que, o ano novo pode trazer mudanças radicais na Paraíba. 


 

Fonte: redação com portal do TSE 
 

Nenhum comentário: