terça-feira, 11 de maio de 2010

Eleição no IFPB

CLIMA DE VITÓRIA NO

LANÇAMENTO OFICIAL DA

CAMPANHA DE FÁTIMA

CARTAXO À DIREÇÃO

GERAL DO CAMPUS DO

IFPB, EM CAJAZEIRAS.


Em um clima de muito entusiasmo dos estudantes e a presença de pessoas da comunidade foi lançada, oficialmente, nesta segunda-feira (10), às 9h30min, a candidatura da pedagoga Fátima Cartaxo à Direção Geral do Campus de Cajazeiras, do IFPB. A charanga e a efervescência política relembraram os grandes momentos do movimento estudantil da década de 70/80, do qual a candidata é oriunda.
Fonte: IFPB EM MOVIMENTO
A chegada no evento da candidata à Reitoria da Instituição, professora Vania Medeiros, redobrou o entusiasmo estudantil, na manifestação de apoio organizada no pátio interno do Campus de Cajazeiras. Após a calorosa manifestação, os estudantes, técnicos e professores reuniram-se no auditório para um debate sobre as propostas administrativas das duas candidaturas.
Na ocasião, a candidata Fátima Cartaxo assinalou que a sua candidatura é fruto da coragem histórica que ela sempre demonstrou na sua atuação política, desde a participação no movimento estudantil na década de 70.
Fátima, que é uma liderança política na comunidade cajazeirense, reafirmou o seu compromisso com os movimentos sociais. “É fácil estar ao lado de quem detém o poder, o difícil é fazer o questionamento social, e isto tem sido a nossa principal prática política, dentro e fora da instituição”, destacou.
Segundo Fátima, nessa gestão a instituição fechou suas portas à participação da comunidade. “É nosso compromisso resgatar essa peculiaridade do Campus de Cajazeiras”, enfatizou ela.
Cartaxo reafirmou o seu compromisso de implementar a assistência aos estudantes, melhorando a qualidade das residências, além de trazer outros benefícios para esse segmento. Vamos implantar o orçamento participativo, porque são os estudantes que sabem o que é mais necessário em uma escola, disse a candidata, acrescentando que vai resgatar a característica de uma instituição pública, democrática, humanizada e voltada para os trabalhadores e seus filhos.
O pedagogo Gilvandro Vieira, lotado no Campus de Cajazeiras, fazendo uma avaliação da atual gestão do IFPB, disse que são quatro anos de silêncio forçado, enfatizando o caráter autoritário vigente. Ele explicou que o IFPB está atrasado no processo de Ifetização, com relação aos Institutos dos Estados vizinhos do Rio Grande do Norte e Pernambuco. “Temos fome de democracia nessa instituição”, desabafou.
Participaram do lançamento oficial da campanha de Fátima Cartaxo, à Direção Geral do Campus de Cajazeiras, do IFPB, Ana Cleuda, do Movimento de Mulheres; Cleidimar Dias, movimento estudantil; Maria Elita, coordenação de políticas públicas para mulheres e o jornalista Walter Cartaxo.
Postado por VANIA MEDEIROS

Nenhum comentário: