terça-feira, 25 de maio de 2010

Eleição IFPB. Falta pouco e o coração bate mais forte...

IFPB em Movimento.
Nesta quarta-feira (26), um contingente de 10 mil alunos, técnicos e professores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), elegerá, democraticamente, o primeiro Reitor (a) da Instituição. Concorrem ao pleito, o atual Reitor, João Batista de Oliveira, signatário da carta programa Unidos pela Consolidação, e a professora-doutora Vania Medeiros, representando as mudanças necessárias para a implantação da nova proposta de educação profissional e tecnológica, orientada pelo Ministério da Educação, com a proposta “Por uma Educação em Rede”.
Os dois últimos debates entre os candidatos à Reitoria do IFPB aconteceram, ontem (24), nos campi de Princesa Isabel e Monteiro. Em Princesa Isabel, a comunidade está preocupada com a paralisação das obras da expansão. Os 250 estudantes do campus estão assistindo aulas em um prédio cedido por uma entidade religiosa, o Instituto Frei Anastácio, que não oferece infra-estrutura adequada.
A prefeitura de Princesa Isabel doou um dos melhores terrenos da cidade para a construção da expansão e repassou a administração de uma escola técnica municipal para o IFPB. O presidente do DCE, Irismar, que também é vereador na cidade, perguntou o que os candidatos pretendem fazer para resolver os problemas da implantação efetiva do Instituto; o que está preocupando a comunidade em geral.
Após o debate, alguns estudantes do campus de Princesa Isabel procuraram a professora Vania Medeiros, outros enviaram e-mails, denunciando a falta de laboratórios para os cursos de informática e tecnologia em gestão ambiental, bem como a falta de bebedouros no prédio onde funciona a escola.
Os estudantes se congratularam com a professora reconhecendo o importante papel que ela vem desempenhando nessa campanha, trazendo à tona aspectos da atual gestão que nunca foram apresentados publicamente. Alguns alunos aderiram à proposta da professora Vania Medeiros; no entanto, estão inseguros de assumir publicamente a adesão com medo de represálias da atual gestão.
No debate de Princesa Isabel, que aconteceu na Câmara Municipal, também ficou caracterizada a luta desigual da professora Vania Medeiros no atual processo sucessório, uma luta de Davi contra Golias, como ela caracterizou. Enquanto a candidata da oposição estava com apenas três assessores da campanha, o Reitor João Batista se fazia acompanhar de uma verdadeira comitiva constituída por servidores da instituição que ocupam cargos na gestão.
O candidato à reeleição, professor João Batista, voltou a assumir a postura de autoridade no debate de Princesa Isabel. Ele fez cobranças à candidata de oposição que só poderiam ser feitas por um superior hierárquico e não por alguém na mesma condição de candidato.
O reitor também tentou desqualificar a experiência acadêmica da professora Vania Medeiros, afirmando que “ter título acadêmico não é ter experiência para a educação”. Para quem quer ser Reitor essa afirmação chega a ser preocupante, criticou a professora Vania.
A candidata Vania Medeiros disse, ainda, aos estudantes, que se for eleita vai rever aspectos importantes da expansão relacionados à parte pedagógica e a política estudantil. “Vamos promover uma consulta à comunidade para avaliar o desempenho da atual gestão do campus”, garantiu.

Um comentário:

João Rossi Parreiras disse...

Brizola Neto lança a campanha pela legalidade: "Eleição se ganha no voto"!

Participem!

http://www.tijolaco.com/?p=15748