quarta-feira, 23 de junho de 2010

Cale a boca, Serra!

Dilma: 40%.


Serra: 35%.


Parece que o maior inimigo de José Serra, é ele mesmo. No mes passado, quando Dilma empatou com ele, foi dito que aquele mes era de Dilma, mas junho seria de Serra. Pura lorota, em um mês em que Serra teve 3 vezes mais aparição que Dilma a partir dos programas do DEMos e do PPS e do próprio PSDB, a coisa teve efeito contrário. Ao invés dele subir, caiu ainda mais. Segundo o Ibope divulgado hoje, Dilma tem 40% (tinha 37%) e Serra tem 35% (tinha 37%), portanto, 5 pontos pró Dilma, já fora do empate técnico. A coisa deve funcionar assim: quanto mais Serra se expõe e se mostra contra Lula, mas ele tende a cair. No início do ano, Serra simulava uma campanha de oposição, mas incorporava um lulismo e sendo assim, parece que conseguia manter certa simpatia a ele por parte de muitos eleitores de Lula que já não poderiam votar nele em função da legislação. Agora, que Serra sai do armário e tendo que assumir que é inimigo de Lula, a coisa desanda e a cada dia ele murcha na corrida eleitoral. Também não tinha nenhuma lógica, o maior inimigo do governo Lula ser o escolhido pelos eleitores, para justamente colocar abaixo tudo que foi construido nesses 8 anos. A impressão é que o medo que Regina Duarte tinha de Lula em 2002, assusta hoje, a candidatura de José Serra, só que desta vez, o que derrubou o sucessor de FHC, a esperança, continua do lado do melhor governo e de sua sucessora.

Cale a boca, Serra!
Hoje, Serra quer mudar uma ordem economica vitoriosa, com mais empregos, mais produção, mais felicidade para a populaçao.
Ontem, Serra queria manter uma ordem economica entreguista, fraca, com desemprego e entrega das riqueszas nacionais com privatizações.
Quer dizer, ele está sempre na contra mão da história e sendo assim, será atropelado pela realidade de um mundo livre das amarras de uma elite malandra, integrante da roda presa.

Nenhum comentário: