terça-feira, 17 de abril de 2012

Afinal, o que é a espiritualidade?

Espiritualidade


Hoje fala-se muito de espiritualidade e das revoluções interiores, que ela pode operar no ser humano. Visto assim a frio, parece-me um conceito vago e abstrato, com um valor relativo, pois cada pessoa entende-a e trabalha-a, consoante vai alargando a sua perceção do mundo. Eu chamo-lhe consciência. Cada vez que a minha visão do mundo se altera, eu tomo consciência da transformação interior, que ela provocou em mim. E isso, naturalmente, vai alterar o meu modo de agir, em determinadas circunstâncias. Para mim, a espiritualidade é a liberdade de pensar, indagar e agir conforme a minha consciência, sem amarras a dogmas, conceitos ou preconceitos sociopolíticos e religiosos.
O curioso é que este conceito, aparentemente acoplado às religiões – principalmente cristãs –, parece ter sido, durante anos, marginalizado ou ignorado pelas mesmas. Com o aparecimento de novas filosofias e novos valores dados à espiritualidade – pois o Homem muda, tal como as conjunturas em que vive -, as religiões estão a tentar repescá-lo adaptando-o aos seus próprios dogmas. Vi um artigo cristão onde esse esforço é visível.
(…) Para pôr ordem ao modo de entender o mundo, o dividimos em dois: o sagrado e o profano. A maneira como nos relacionamos com o sagrado são da esfera da espiritualidade.(…)
Parece-me que a espiritualidade, pelo menos como eu a entendo, não tem nada a ver com a dualidade simplista das diversas igrejas cristãs. Para melhor compreensão do conceito, deixo abaixo um excelente texto, que encontrei no blog da psicóloga Atena Vieira, escrito pelo físico nuclear, Guido Nunes Lopes.

Religião e espiritualidade.


A religião não é apenas uma, são centenas.
A espiritualidade é apenas uma.
A religião é para os que dormem.
A espiritualidade é para os que estão despertos.
A religião é para aqueles que necessitam que alguém lhes diga o que fazer, querem ser guiados.
A espiritualidade é para os que prestam atenção à sua Voz Interior.
A religião tem um conjunto de regras dogmáticas.
A espiritualidade te convida a raciocinar sobre tudo, a questionar tudo.
A religião ameaça e amedronta.
A espiritualidade lhe dá Paz Interior.
A religião fala de pecado e de culpa.
A espiritualidade lhe diz: “aprende com o erro”.
A religião reprime tudo, te faz falso.
A espiritualidade transcende tudo, te faz verdadeiro!
A religião não é Deus.
A espiritualidade é Tudo e portanto é Deus.
A religião inventa.
A espiritualidade descobre.
A religião não indaga nem questiona.
A espiritualidade questiona tudo.
A religião é humana, é uma organização com regras.
A espiritualidade é Divina, sem regras.
A religião é causa de divisões.
A espiritualidade é causa de União.
A religião lhe busca para que acredite.
A espiritualidade você tem que buscá-la.
A religião segue os preceitos de um livro sagrado.
A espiritualidade busca o sagrado em todos os livros.
A religião se alimenta do medo.
A espiritualidade se alimenta na Confiança e na Fé.
A religião faz viver no pensamento.
A espiritualidade faz Viver na Consciência.
A religião se ocupa com fazer.
A espiritualidade se ocupa com Ser.
A religião alimenta o ego.
A espiritualidade nos faz Transcender.
A religião nos faz renunciar ao mundo.
A espiritualidade nos faz viver em Deus, não renunciar a Ele.
A religião é adoração.
A espiritualidade é Meditação.
A religião sonha com a glória e com o paraíso.
A espiritualidade nos faz viver a glória e o paraíso aqui e agora.
A religião vive no passado e no futuro.
A espiritualidade vive no presente.
A religião enclausura nossa memória.
A espiritualidade liberta nossa Consciência.
A religião crê na vida eterna.
A espiritualidade nos faz conscientes da vida eterna.
A religião promete para depois da morte.
A espiritualidade é encontrar Deus em Nosso Interior durante a vida.
Guido Nunes Lopes – Físico, Doutor em Energia Nuclear na Agricultura, ARC – Academia Roraimense de Ciências, UFRR – Universidade Federal de Roraima.

Um comentário:

Costa disse...

Certo dia conversando com uma amiga de trabalho, ela me indagou o que era espiritualidade? Conhecimento. A sua reflexão vem de encontro com meu pensamento. Ah, fiz uma copia..(:
navegandonahistoria-costa.blogspot.com.br