domingo, 29 de abril de 2012

Em João Pessoa, professores e donos de escolas não chegam a um acordo e greve pode ser deflagrada.

Em João Pessoa-PB, Professores não chegam a consenso e greve pode ser decretada.


Professores da rede privada se reúnem, não chegam a consenso e greve pode ser decretada na próxima semana.
Os professores dos estabelecimentos de ensino privado na Paraíba podem decretar greve na próxima quinta-feira (3). O comunicado ocorreu após duas negociações – sem nenhum entendimento consensual.
De acordo com José Avenzoar, coordenador do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino Privado na Paraíba ( Sinteenp), o conselho do sindicato se reuniu na manhã deste sábado (28) onde foi avaliada a decisão da mesa redonda que optou pela greve.
Conforme Avenzoar, a reunião que ocorrerá na próxima semana na Delegacia Regional do Trabalho deverá ser decisiva para a deflagração do movimento grevista no Estado.
Para o coordenador, a greve deverá ocorrer de forma setorial ( algumas escolas) em virtude de alguns empresários já oferecem o reajuste salarial nos contracheques.
Avenzoar afirmou ainda que existem alguns pontos que são considerados inegociáveis pelos trabalhadores e outros que até podem ser objetos de negociação, mas não do jeito que os donos de escolas querem. Um dos pontos de discordância entre os dois sindicatos é referente ao reajuste nos salários dos trabalhadores.
O Sinteenp cobra um reajuste de 15%, enquanto o sindicato patronal pretende oferecer um aumento de apenas 4%, abaixo do valor da inflação no ano passado, que segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV) fechou 2011 em 6,36%.
“Além disse, eles querem retirar o direito a incorporação das parcelas pagas por mais de seis meses, ou seja, querem reduzir a carga horária e o salário dos professores”, comenta Avenzoar.
Correio

Nenhum comentário: