quarta-feira, 7 de maio de 2014

Bombeiros são os profissionais mais confiáveis no Brasil, diz pesquisa.

Os bombeiros são os profissionais que têm mais confiança da população no Brasil, segundo uma pesquisa do instituto alemão GfK Verein. Os políticos aparecem em último em uma lista com 32 profissões.
De acordo com o levantamento, os combatentes de incêndio têm a confiança de 92% dos brasileiros, dez pontos percentuais à frente dos professores (82%), seguidos pelos paramédicos (81%) e pelos pilotos (80%).
Não é apenas no Brasil que isso acontece: os bombeiros estão no topo da lista em 15 dos 25 países em que a pesquisa foi feita.
Bombeiros tentam apagar incêndio em ônibus após protesto na rua Doutor Assis Ribeiro, na zona leste de SP
Na parte de baixo da lista, aparecem os profissionais de negócio e os empreendedores (42%), à frente de advogados (41%), agentes de seguro (30%), prefeitos (14%) e políticos (6%).
"Esses baixos índices [para os políticos] parecem compreensíveis do ponto de vista do alto grau de corrupção no país", afirma a GfK, no levantamento.
No geral, o índice de confiança dos brasileiros nos profissionais é de 56%, o que coloca o país na penúltima posição, à frente apenas da Argentina (55%). As taxas mais altas aparecem na África do Sul (81%), na Índia (78%) e no Canadá (77%).
O estudo teve participação de 28 mil pessoas em 25 países (mil no Brasil).
Veja abaixo a lista completa do índice de confiança nos profissionais
Bombeiros - 92%
Professores - 82%
Paramédicos - 81%
Pilotos - 80%
Farmacêuticos - 76%
Enfermeiros - 72%
Arquitetos - 72%
Médicos - 66%
Jornalistas - 66%
Engenheiros e técnicos - 64%
Soldados - 61%
Juízes - 59%
Motoristas de táxi - 57%
Atores - 57%
Condutores de trens ou metrô - 56%
Especialistas em computação e software - 56%
Artesãos - 55%
Fazendeiros - 55%
Publicitários - 53%
Profissionais de pesquisa de opinião e mercado - 53%
Vendedor de varejo - 53%
Pastores e padres - 50%
Atletas profissionais - 49%
Apresentadores de TV - 48%
Funcionários públicos - 48%
Profissionais do setor bancário - 46%
Policiais - 44%
Profissionais de negócios e empreendedores - 44%
Advogados - 41%
Agentes de seguros - 30%
Prefeitos - 14%
Políticos - 6%
O que impressiona nessa pesquisa, é o fato que, as únicas profissões, em que quem escolhe é o povo, elas estão em dois últimos lugares - Prefeitos (14%) e Políticos (6%), ou seja, as pessoas reclamam dos políticos que têm, só que eles não estão ai nem por acaso, ou porque se submeteram a concursos públicos, estão porque foram eleitos pelo povo, portanto, são produtos de nós mesmos, o que nos remete a seguinte conclusão: quando formos meter pedras nos políticos, temos que lembrar que estamos jogando pedras nas nossas escolhas.

Nenhum comentário: