segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Farracova de Marina assanha Datafolha

Farracova de Marina assanha Datafolha

Datafolha 18/08
Por http://www.megacidadania.com.br/farracova-de-marina-assanha-datafolha/
A pesquisa Datafolha divulgada na madruga desta segunda-feira, dia 18/08, na prática impõe ao PSB o nome de Marina como candidata, o que oficialmente só ocorrerá na quarta-feira, dia 20/08.
Observando o resultado destes números, devemos reconhecer que, por óbvio, o fator emocional pós tragédia - a morte de Eduardo Campos - teve inequívoca influência.
Outro detalhe é que o instituto de pesquisa “esqueceu” de simular um segundo turno entre Aécio e Marina, cujo resultado poderia influenciar, fortalecer e definir, desde já, a ida de um deles ao segundo turno.
Entendemos que tal "esquecimento" não foi acidental. Foi, isto sim, estratégico, uma vez que poderão justificar mais adiante - a depender do cenário - a troca de Marina por Aécio, com o seu "fortalecimento" para ir ao segundo turno.
Ao colocar, na simulação do segundo turno, Marina numericamente na frente de Dilma, embora empatadas tecnicamente, fica evidente que já foi escolhido o cenário que, doravante, será acalentado pela velha mídia empresarial. Confira na imagem a seguir:
pesquisa datafolha 18 08 estimulada
O resultado da consulta com resposta espontânea (quando o eleitor não é estimulado com a apresentação dos nomes dos candidatos) apresenta números significativos que reforçam a tese da influência, momentânea, do fator emoção que favorece Marina (na consulta estimulada). Confira na imagem a seguir:
pesquisa datafolha 18/08 espontânea.
Ainda faltam algumas decisões políticas importantes, tais como, a definição oficial da chapa do PSB com titular e vice e ainda se Marina vai manter os acordos com o PSDB, anteriormente por ela repudiados. Lembremos que foi divulgado por seus aliados que ela não embarcou no fatídico voo de Eduardo Campos para evitar se encontrar com o candidato tucano ao governo de São Paulo e que tem como vice um integrante do PSB.
Marina tinha, até então, a cômoda condição de vice que podia bater duro nos acordos políticos que Eduardo Campos e o PSB articulavam, mas agora, com a possibilidade de sua efetivação como candidata, ela será obrigada a se confrontar com seu próprio discurso de ser a única representante de uma nova política.
Aparentemente Aécio está sendo colocado pela velha mídia em uma espécie de prateleira, onde deve permanecer inerte até que seja aferida a performance de Marina diante de suas evidentes contradições.
A entrevista de Dilma ao Jornal Nacional da Tv Globo nesta segunda-feira, dia 18/08, é também um fator político importante que influencia uma boa parcela do eleitorado.
Destacamos que nesta terça-feira, dia 19/08, terá início o horário eleitoral em rede aberta de TV, que é outro fator decisivo.
A possibilidade de a eleição presidencial se decidir no primeiro turno, está evidente que deixa em polvorosa a maior força política em atuação no país que é a velha mídia empresarial.
Depois de todo Palancório (palanque no velório) com intensa queima de fogos, farta distribuição de camisetas com a mesma mensagem política nas cores amarela, preta e branca sendo utilizadas por pessoas contratadas, faixas gigantes e shows, aguardemos que o fator Farracova (explorado por Marina) se acomode naturalmente com o tempo, para podermos analisar o cenário com mais objetividade, sabendo que ainda iremos enfrentar os factoides do influente FarraPig.

Nenhum comentário: